São Luis Gonzaga do Maranhão.

Muitas pessoas no mundo inteiro estão sofrendo e vivendo no limite do pânico e da preocupação com a propagação do novo coronavírus que já infectou e matou milhares de pessoas em todos os cantos do planeta.

Em São Luis Gonzaga, uma pequena cidade do interior do Maranhão, pelo menos cinco casos da doença já foram registrados e a prefeitura do município vem a todo custo trabalhando para prestar toda assistência necessária e realizando os mais diversos trabalhos para evitar a propagação do vírus.

As equipes de saúde trabalham arduamente dia e noite, trabalhos de desinfecção em vários pontos da cidade já foram realizados, o município comprou com recursos próprios 200 testes da Covid-19 para testar em pessoas com sintomas, um ateliê comunitário para confecção de máscaras foi implantado, campanhas e mais campanhas sobre a importância do isolamento social são realizadas, decretos determinando o fechamento de comércios não essenciais foram assinados para garantir a segurança da população, além de muitos outros trabalhos e assistência.

Só que em São Luis Gonzaga, alguns opositores, andam na contramão daquilo que realmente deveria ser feito para ajudar as pessoas, pois o que se observa no momento, é uma turma do quanto "pior, melhor" tecendo críticas sem fundamento e ainda por cima sem ajudar em absolutamente nada, uma atitude que tem o único objetivo de se promover politicamente diante do sofrimento do povo.

O que se observa também, é uma parte pequena de repórteres e locutores sem qualquer credibilidade que usam seus veículos de comunicação, pagos por opositores, para jogar a população contra a administração, implantando as mais absurdas mentiras.

"O mundo vive um momento difícil e eu acredito que este não seja o momento de misturar política com aquilo que estamos passando. O momento é de união, para que todos juntos possamos sair dessa o mais rápido possível. Vamos deixar o palanque para um outro momento", disse o prefeito Dr. Júnior em conversa com o Blog do Coutinho Neto.

Veja o vídeo. 

 




0 Comentários